Inéditas de James Brown vão parar na Justiça

A disputa legal do espólio de James Brown está paralisando o lançamento do disco final da lenda do soul, afirma seu conselheiro de longa data.

Brown gravou um álbum em Los Angeles, no verão de 2006, meses antes de morrer, aos 73 anos de idade, em 25 de dezembro, mas as canções ainda não puderam ser lançadas por causa de disputas judiciais sobre quem deve ser beneficiado com seu legado e direitos autorais, afirmou o advogado Buddy Dallas.

Ainda há também outras 50 ou 60 canções guardadas, disse ele.

O quarto filho do cantor, Daryl Brown, é um dos cinco herdeiros que está tentando anular o testamento do pai, alegando que seus ex-conselheiros, incluindo Dallas, costumavam influenciar ilegalmente o cantor a criar fundos de caridade dos quais os conselheiros poderiam tirar proveito. Os outros citados no processo são Alford Bradley e David Cannon.

Daryl, guitarrista da banda que acompanhava seu pai, a Soul Generals, diz que não sabe de nenhuma gravação feita na Califórnia em 2006.

Brown e a Soul Generals estavam trabalhando em um disco, num estúdio na Geórgia, mas eles conseguiram terminar apenas duas músicas antes da morte do cantor, afirmou o filho dele. Mas, ainda segundo Daryl, há várias canções ainda não-lançadas guardadas por seu pai.

Cinco filhos de James Brown estão tentando fazer com o testamento deixado pelo cantor seja invalidado. Eles argumentam que os seus ex-conselheiros costumavam influenciar ilegalmente o cantor a criar fundos de caridade dos quais eles poderiam tirar proveito.

Os filhos foram deixados de fora na parte financeira do testamento, que deixa a fortuna do cantor para fundos a serem gastos na educação de seus netos e de crianças carentes.

O advogado Louis Levenson afirma que os filhos de Brown descobriram rascunhos anteriores de seu testamento que mostram que o pai tinha dúvidas do que fazer com o dinheiro e se queria realmente deixar algo para caridade.

A ação movida por cinco dos filhos de Brown afirma que os conselheiros do cantor, Buddy Dallas, Alford Bradley e David Cannon, o teriam influenciado na hora de escolher para quem deixar o dinheiro.

Dallas nega a acusação e define a tentativa de anular o testamento como “um ato de desespero”.

A quantia de dinheiro da herança de James Brown permanece um mistério. Em reportagem publicada em outubro, a “Forbes” estimou sua fortuna em US$ 5 milhões, mas os advogados garantem que, em suas contas, não há tanto dinheiro assim.

Pelo jeito, essa novela só está começando.

Fonte: Associated Press / JazzMasters

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Musicaos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s